À minha mãe

por samanthatoledo

Minha mãe, Rosinha, e minha avó, Maria Senhorinha

Obrigada por ter me tornado consciente da importância dos estudos e da leitura para uma vida plena. Durante toda a minha infância e adolescência, esta foi sua maior preocupação, e seus esforços, para que minha formação fosse a melhor possível, foram muitos, assim como os sacrifícios pessoais feitos em nome desse objetivo. Graças à sua dedicação à minha formação intelectual, minhas leituras e estudos sempre foram os mais consistentes.

Obrigada por ter me dado exemplos preciosos de humildade no trato com as pessoas, obrigada por sua simplicidade e delicadeza no trato diário com todos – nunca a vi maltratar ou humilhar alguém, tampouco ser esnobe; sempre a vi ser a mais simples das pessoas, e se dar a menor importância.

Obrigada por ter me dado, também, exemplos preciosos de honestidade. A honestidade absoluta, o nunca pensar em apoderar-se do que não é legitimamente seu, a honestidade sem exceções – herança da integridade e correção dos pais, meus avós, Maria Senhorinha Toledo e José Ferreira.

Obrigada por ter, incontáveis vezes, se esquecido de si e suas necessidades pessoais para me proporcionar tudo quanto achou indispensável à minha saúde, formação e felicidade. Obrigada, finalmente, por ter me tornado forte e obstinada.

Parabéns e me perdoe por não ter podido estar aqui. Tento me fazer presente neste instante de leitura da carta e entrega das rosas, que eu encomendei rosas como as da roseira de casa.